Notícias

Artistas digitais recriam pinturas perdidas utilizando apenas o banco de imagens da Adobe e o Photoshop.

28/06/2016

Para promover o Adobe Stock, o banco de imagens da Adobe, a empresa convidou quatro artistas digitais para realizar uma tarefa que é tão desafiadora quanto incrível: recriar quatro obras de arte que não estão mais disponíveis para apreciação ou por terem sido roubadas ou por terem se perdido, utilizando nada além do banco de imagens da Adobe e o Photoshop. A campanha recebeu o nome de Make a Masterpiece (Faça uma Obra-Prima) e é assinada pela agência de publicidade Goodby Silverstein & Partners.

Confira as obras:

São Mateus e o Anjo

Obra de Caravaggio recriada com Adobe Stock

Do pintor italiano do século XVI, Caravaggio, a obra foi destruída na II Guerra Mundial.

Recriada por Jean-Charles Debroize.

 

 


Cidade Medieval por Água

Obra de Karl Friedrich Schinkel recriada com Adobe Stock

Do pintor, arquiteto e urbanista Karl Friedrich Schinkel, a obra foi queimada em um incêndio.

Recriada por Mike Campau.

 

 


La mesa herida

Obra de Frida Kahlo recriada com Adobe Stock

Da pintora mexicana, Frida Kahlo, a obra está desaparecida desde 1955.

Recriada por Karla Cordova.

 


Tempestade no Mar da Galiléia

Obra de Rembrandt recriada usando Adobe Stock

Do pintor e gravador holandês, Rembrandt, a obra foi roubada e está desaparecida desde 1990.

Recriada por Ankur Patar.

 

Note no vídeo que Ankur Patar utilizou a licença poética para incluir seu rosto substituindo o auto-retrato que o próprio Rembrandt havia incluído na pintura.

 


 

Vale conferir também os demais trabalhos desses artistas digitais, pois eles são membros notáveis da comunidade de criativos Behance (da qual você também pode fazer parte).

A Adobe criou um site para divulgar essa ação, que você pode acessar pelo link: adobestockmasterpiece.com

Nele você vai poder conferir um pouquinho dos bastidores desse ambicioso projeto e o incansável trabalho dos artistas em cima de centenas de imagens do banco. Cada uma dessas imagens teve que ser manipulada individualmente para fazer parte da composição final. Como você já deve imaginar, todo tipo de “bruxaria” de Photoshop foi utilizada para completar a façanha: manipulações de tamanho, forma, cor, textura e por aí vai…

A promessa do Adobe Stock é tornar o fluxo de trabalho dos criativos mais ágil por meio de buscas feitas internamente a partir dos próprios softwares da Adobe, como o Photoshop (manipulação de imagens), o Illustrator (gráficos vetoriais) e o InDesign (diagramação). Em seguida pode-se trabalhar nas prévias (com marcas d’água) até obter o resultado desejado antes de efetivamente licenciar as imagens escolhidas. Você poderá optar por planos de compra individuais ($9 por imagem) ou de lotes mensais (planos variados por quantidade de imagens).

Para utilizar o Adobe Stock acesse: stock.adobe.com

 

 

 

 

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente!