Dicas, Inspiração

Chiaroscuro: da pintura renascentista do século XV à fotografia contemporânea

23/06/2017
Chiaroscuro na fotografia

Davi com a Cabeça de Golias, 1607. Caravaggio.

O chiaroscuro é uma palavra de origem italiana, cujo significado é claro-escuro ou, também, luz e sombra.

Essa palavra denomina a técnica de pintura desenvolvida durante o período da Renascença, no século XV.

Entre seus maiores expoentes, temos grandes nomes como Leonardo da Vinci, Caravaggio e Rembrandt.

As pinturas feitas com essa técnica são caracterizadas pelo impactante contraste tonal de luz e sombra responsável por determinar as formas tridimensionais e imprimir um efeito dramático nas representações.

A incredulidade de São Tomé, 1601-1602. Caravaggio

A incredulidade de São Tomé, 1601-1602. Caravaggio

São Jerônimo escrevendo, 1605-1606. Caravaggio

São Jerônimo escrevendo, 1605-1606. Caravaggio

Hoje, o termo é amplamente utilizado nas artes em geral para designar, de maneira ampla, uma composição feita com fortes contrastes entre as áreas de luz e sombra na iluminação.

Na fotografia há um termo bastante utilizado que também designa características semelhantes de iluminação: o low key.

Embora ambos os temos possam ser utilizados na fotografia para se falar da mesma coisa, eu particularmente acho que faz mais sentido utilizar o termo chiaroscuro quando queremos replicar as mesmas características estéticas das obras dos gênios renascentistas em nossas fotografias contemporâneas.

Na fotografia low key, não necessariamente há dramaticidade implícita e as fontes de luz podem ser múltiplas e variadas, vindo inclusive de trás dos objetos retratados para formar silhuetas sutis.

É basicamente uma fotografia com predominância de tons mais escuros com algumas áreas de altas luzes destacadas.

Já o chiaroscuro dos renascentistas tem a forte presença de dramaticidade e tensão nas cenas, com o uso, em geral, de apenas uma fonte de luz. A presença de tons quentes provenientes da luz de velas ou de uma janela, também dita a atmosfera da pintura em chiaroscuro, característica que pode ser perfeitamente replicada na fotografia.

Abaixo você confere alguns exemplos de fotografia em chiaroscuro.

No final desse artigo você também encontra um link para visitar uma exposição no Flickr com ainda mais exemplos dessa estética na fotografia.

Nationale Toneel - Faust I & II (repetitie), Maurice.

Foto: Maurice

Sarah (Glance), Pat David.

Foto: Pat David

More Mairi Experiments, Pat David.

Foto: Pat David

Piano Lesson, Alan Mayers.

Foto: Alan Mayers

Chiaroscuro, Маршрутизатор

Foto: Маршрутизатор

it's bedtime for #chiaroscuro cass, Lian Chang

Foto: Lian Chang

Meet Sarah, Pat David.

Foto: Pat David

Chiaroscuro, Petr Kalaš

Foto: Petr Kalaš

Faith, Hernán Piñera

Foto: Hernán Piñera

Protection, Raúl Santos de la Cámara

Foto: Raúl Santos de la Cámara

 

Clique na imagem abaixo para conferir a exposição Chiaroscuro no Flickr.

 

Chiaroscuro: uma exposição no Flickr

 

E você? Já utilizou essa estética em suas fotografias? Compartilhe seu trabalho conosco nos comentários!

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply Lene 29/06/2017 at 10:52

    E como aplicar essa técnica nas fotografias?

    • Reply Moysés Lavagnoli 29/06/2017 at 13:21

      A resposta está quase totalmente na iluminação! Basta emular os princípios de contraste entre claro e escuro para criar o clima dramático tão magistralmente desenvolvido pelos pintores.

    Deixe uma resposta para Moysés Lavagnoli Cancelar comentário