Dicas, Edição

Como deixar a pele lisa no Photoshop com a técnica do Pincel a 8% de fluxo

16/06/2017
Como deixar a pele lisa e perfeita no Photoshop

Tratamento de pele na pós-produção é um assunto que sempre gera polêmica por reforçar ideais de beleza inatingíveis, em especial quando a imagem é produzida para vender pasta de dente, diárias de spa ou produtos de beleza.

Não importa o quão perfeita seja a pele de uma pessoa, por mais abençoada que ela tenha sido, haverá sempre uma série de texturas, poros mais abertos, manchas e todo tipo de micro detalhes que fazem a nossa pele ser pele e não porcelana.

Por isso, no momento da edição, o fotógrafo deve considerar o propósito da imagem, seu destino final, para saber dosar o tratamento. Perder o controle e ir longe demais é muito fácil, por isso é imprescindível tomar alguns cuidados no Photoshop para que você possa voltar atrás ou atenuar os efeitos de uma edição excessiva.

Nesse tutorial iremos abordar o extremo do tratamento de pele: a técnica de pintura com pincel a 8% de fluxo.

Nessa técnica, a pele é literalmente pintada utilizando-se a ferramenta pincel no Photoshop. As cores utilizadas na pintura serão extraídas do próprio rosto, dividido em microrregiões, com o apoio da ferramenta Conta-gotas.

Passo 1: remoção de manchas

Antes de começarmos o processo de pintura da pele, iremos utilizar a boa e velha Ferramenta Pincel de Recuperação para Manchas (Spot Healing Brush Tool).
 
spot healing tool
 
Para isso, iremos usar as boas práticas de edição não-destrutiva, de modo que possamos voltar atrás e atenuar os excessos. Portanto, crie uma nova camada sobre a foto e trabalhe a remoção de manchas nessa camada.
 
Nova camada no Photoshop
 
Isso só será possível se você deixar marcada a opção “Mostrar Todas Camad.” na barra de ajustes da ferramentas que irá aparecer na parte superior do Photoshop assim que você selecionar a Ferramenta Pincel de Recuperação para Manchas.
 
Ferramenta pincel de recuperação para manchas
 
Durante a edição, ajuste o diâmetro da ferramenta com as teclas [ e ] de modo que ela fique levemente maior do que as pequenas manchas e imperfeições a serem removidas.

Você poderá clicar uma vez sobre a mancha para remover espinhas, pintas e brotoejas e também poderá clicar e arrastar para remover fios de cabelo e manchas em linha.
 
Remoção de imperfeições de pele no Photoshop
 

Antes e Depois: remoção de manchas

Antes e depois da remoção de manchas


 

Passo 2: Suavização da pele com pincel a 8% de fluxo

Como dito anteriormente, agora é a etapa em que iremos pintar a pele com o pincel para suavizar as texturas e gerar o efeito de pele super lisa.

Para que a edição não seja grosseira e surreal, iremos ajustar o fluxo do pincel em 8%. Isso fará com que a pintura seja sutil, porém suficientemente efetiva.
 
Fluxo do pincel a 8%
 
Assim como na etapa de remoção de manchas, crie uma nova camada em branco e faça todo o procedimento de pintura nessa camada. Assim, você poderá atenuar seus efeitos reduzindo a opacidade dela no final da edição.

A técnica é extremamente simples, porém exige um trabalho relativamente cuidadoso de pintura sobre a imagem. É possível fazer esse trabalho com o mouse, mas esse é exatamente o tipo de manipulação de imagem em que a mesa digitalizadora (a Wacom é a marca mais recomendada) cai como uma luva, pois fornece muito mais precisão e torna o processo mais rápido.

Com a ferramenta pincel selecionada e configurada, você irá utilizar a tecla Alt (Win) | Option (Mac) o tempo todo para que a ferramenta conta-gotas seja temporariamente ativada. Você irá utilizá-la para pegar a cor que representa adequadamente uma microrregião no rosto. Em seguida, basta soltar a tecla Alt (Win) | Option (Mac) para voltar ao pincel e passá-lo sobre essa microrregião.

Você irá fazer esse procedimento muitas e muitas vezes ao longo de toda a extensão do rosto, tomando cuidado para aplicar a cor exatamente na microrregião que ela representa.

Confira o procedimento no vídeo abaixo:
 

 
A face é uma região de muito jogo de volume, luz e sombra, tendo, portanto, várias nuances de microrregiões mais claras e mais escuras. Tome cuidado para não pintar uma microrregião mais clara com o tom de uma parte mais escura.

Outro cuidado importante é o de suavizar a intersecção entre as diversas microrregiões. Cuidado com divisões bruscas formando barreiras em linha entre áreas mais claras e áreas mais escuras. As transições devem ser suaves.

Ao final do trabalho em toda a extensão da face, se precisar fazer um ajuste fino dessas transições, você também poderá reduzir o fluxo ainda mais, para algo em torno de 3-4%, e usar o pincel com diâmetro um pouco maior.

Por fim, vá para o controle de opacidade da camada que você realizou a pintura e reduza a porcentagem para suavizar a edição e encontrar o ponto ideal para o propósito da sua imagem.

Passo 3: acabamento em burn & dodge

Para acentuar o jogo de volume em toda a extensão da face, iremos utilizar a clássica técnica de burn & dodge, que talvez você reconheça pelas ferramentas Subexposição e Superexposição.

Você poderá aplicar a técnica utilizando essas ferramentas, porém aqui iremos fazer de outra maneira, novamente levando-se em consideração a edição não-destrutiva.

Utilize o atalho Ctrl+Shit+N (Win) | Cmd+Shift+N (Mac) para abrir um menu de configuração avançada de nova camada.

Em “modo”, selecione a opção “sobrepor” e marque a opção “Sobrepor com cor neutra de Sobrepor (50% cinza). Clique em OK.
 
Nova camada em cinza 50%
 
O Photoshop irá criar uma nova camada com as configurações acima, e é nela que você irá aplicar a técnica de burn & dodge.

A técnica consiste em escurecer as microrregiões de tons mais escuros e clarear as partes mais claras para acentuar o volume.

Para isso você irá utilizar a ferramenta pincel (B) e ajustar a opacidade para 5% e o fluxo para 100%. Em seguida pressione a tecla “D” para definir a cor do primeiro plano como preta e a cor do plano de fundo como branca.
 
Opacidade e fluxo do pincel no Photoshop
 
De maneira semelhante ao que foi feito na etapa anterior, pinte de preto as microrregiões mais escuras e pinte de branco as microrregiões mais claras.

Para alternar entre a cor preta e branca no primeiro plano, utilize a tecla de atalho “X”.

A camada cinza ficará mais ou menos assim:
 
Burn & Dodge no Photoshop
 
Se o resultado tiver ficado forte demais, reduza a opacidade da camada.

Antes & Depois: todas as etapas

 
Antes e depois: todas as etapas
 

Conclusões

Com a combinação de 3 técnicas (remoção de manchas, pincel a 8% de fluxo e burn & dodge) é possível realizar um tratamento total de pele em alguns minutos no Photoshop.

Ao realizar essas técnicas por meio de edição não-destrutiva utilizando camadas específicas para cada um dos ajustes, é possível não só voltar atrás, em caso de erro ou arrependimento, bem como suavizar cada uma das etapas reduzindo a opacidade das camadas.

Com essas técnicas será possível tanto a realização de uma edição sutil, de aprimoramento delicado, quanto uma edição intensa, na direção da pele de porcelana tão comum em nossa publicidade.

Use com moderação! (ou não!)

 

 

 

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente!