Dicas, Edição

Dicas para fotografar na hora azul

04/05/2016
Dicas para fotografar na hora azul, durante o crepúsculo

Todo mundo sabe o poder das fotos na hora mágica, aquela hora em que o sol está nascendo ou se pondo e o céu está dourado, com sombras incríveis e cores impressionantes. Fotografar nessa hora proporciona imagens que facilmente nos deixam boquiabertos e você certamente já usufruiu bastante dessa luz. Infelizmente, a grande maioria das pessoas deixa de fotografar assim que as cores douradas do céu se vão e perdem a oportunidade de fotografar na “hora azul“.

Quando o sol está logo abaixo do horizonte, durante o crepúsculo, uma parte residual dos raios solares ainda consegue entrar na atmosfera da terra fazendo com que o céu fique preenchido por uma bela tonalidade de azul bem profundo. Você deve ser rápido para fotografar durante esse período, porque assim como na hora dourada, ele também dura pouco: por volta de 30 – 40 minutos.

Algumas dicas para fotografar na hora azul:

1. Planeje.

Use seu aplicativo de previsão do tempo favorito para estimar a hora certa. Você também pode usar o site suncalc, se preferir. Verifique também as condições climáticas. Você vai precisar de um céu limpo, com poucas ou nenhuma nuvem. Leve lanternas com você e chegue antes para encontrar a composição ideal.

Hora azul

Foto: Alessandro Caproni

2. Balanço de branco.

Se você fotografa em RAW poderá fazer ajustes finos na edição. Se fotografa em JPG experimente com os presets de luz do dia ou tungstênio para deixar a foto mais azul, ou, se preferir, os presets de dias nublados e sombra poderão ajudar a aumentar um pouco a temperatura, para um ar mais quente.

Hora azul em Paris

Blue Hour in Paris. Foto:
Falcon® Photography

3. Fique de olho na exposição

Deixar a câmera no automático pode ser frustrante já que as condições de pouca luz podem fazer com que câmera tenha dificuldades em acertar a exposição. Uma boa abordagem é fotografar em modo de prioridade de abertura, ajustando o diafragma para f/11 ou f/16, para manter a profundidade de campo grande e constante. Use também o menor ISO já que você estará fotografando obrigatoriamente com tripé, para fotos mais nítidas e sem ruído. Por fim, utilize a compensação de exposição pra encontrar a exposição ideal com disparos de teste. Como a luz se modifica fortemente com o cair rápido do sol, fique atento para fazer ajustes e utilizar tempos de exposição diferentes.

Hora azul no Museu do Louvre

Pavillon de l’Horloge. Foto: Falcon® Photography

 

4. Experimente usar um filtro de densidade neutra graduado.

Assim você poderá corrigir a diferença de luminosidade, cajo haja, entre o céu e a terra. Se você não tiver um, você poderá usar técnicas de HDR. Faça uma exposição para o céu e outra para a terra e depois combine no Photoshop usando camadas. Por fim, você também pode criar um filtro graduado no lightroom para escurecer ou clarear o céu ou a terra.

Ajuste de azuis no lightroom para escurecer o céu

Um outro macete é reduzir sutilmente a luminosidade dos tons azuis no Lightroom (mas se o chão tiver muitos elementos azuis, eles também serão impactados.

5. Faça várias fotos com a mesma composição

Pode ser que você prefira testar várias composições durante a hora azul. Eu particularmente gosto de fazer uma abordagem diferente: encontro a composição perfeita um pouco antes e faço uma sequência de fotos com a mesma composição enquanto o sol vai abaixando. Aproveito para acertar o foco enquanto há luz para, em seguida, travá-lo mudando a lente para foco manual. Prefiro essa abordagem porque como serão necessárias exposições longas de alguns segundos e a hora azul dura pouco, não é possível fazer muitas capturas. E também porque a luz se modifica de maneira muito forte e rápida conforme passam os minutos, o que gera resultados bem diferentes apesar da mesma composição.

Hora azul em Edmonton

Blue Hour Legislature. Foto: Kurt Bauschardt

 

 

 

 

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply José Viturino da Silva 27/05/2017 at 19:54

    Show esse artigo.

  • Reply Angel Art 17/09/2017 at 05:49

    Interessante mesmo. Sempre se aprende uma ou outra coisa a mais. Gostei.

  • Reply Agnes Lins 02/06/2018 at 23:37

    muito bacana essas fotos!

  • Comente!