Inspiração

O colecionador de luz: o homem das 4500 câmeras

08/09/2016

Nesse delicioso vídeo de pouco mais de 3 minutos produzido por Dheerankur Upasak, podemos ouvir o carismático Dilish Parekh, o maior colecionador de câmeras do mundo, falando sobre sua paixão por esses maravilhosos instrumentos de congelamento do tempo que tanto amamos.

Parekh começou sua coleção nos anos 70 e hoje, além de uma Leica 250 avaliada em 82.000 dólares, possui cerca de 4500 câmeras, o que, nas palavras dele, quer dizer que se você começar a colecionar câmeras hoje, irá levar 12 anos, comprando uma câmera todos os dias, para quebrar o seu record.

Leica 250

Leica 250

O vídeo está em inglês, mas você pode conferir o texto do vídeo na íntegra abaixo:

Quando eu entrei para o Limca Livro dos Records eu tinha entre 1000 e 1200 câmeras. Em 2003, entrei para o Guiness Livro dos Records. Naquela época eu tinha 2634 câmeras. Os números continuaram aumentando e em quatro anos eu quebrei meu próprio record em 2007 com 4425 câmeras.

Por volta de 1970 eu comecei a colecionar câmeras, quando meu avô me deu de presente. Naquele tempo não havia internet, portanto ninguém sabia quais eram os preços corretos das câmeras, inclusive nem eu mesmo sabia.

Nós nunca comprávamos câmeras custando mais de 1000 INR (15 dólares). Minha coleção inclui câmeras de 1890 a 1960.

Quando fui para Kashmir, comprei câmeras de um estúdio que havia fechado. Comprei 15 câmeras por INR 5000 (75 dólares). Comprei câmeras em Delhi, Agra e onde quer que eu viajasse na Índia.

Em Mumbai existem mercados das pulgas como o VT Market e o Chor bazaar. O Chor bazaar abria somente às sextas-feiras. As seis da manhã eu costumava ir lá com dois homens carregando malas. As câmeras antigas eram feitas de metal. Cada câmera costumava pesar pelo menos 1 ou 2 quilos. Se você comprasse 20 câmeras então o peso total seria de pelo menos 20 quilos.

Eu tenho a rara Leica 250. Tenho todas as rangefinders da Canon. De câmeras espiãs eu possuo a Petal, que foi fabricada no Japão ocupado. Também possuo câmeras mais leves, câmeras-relógio e outros tipos.

Eu também possuo uma câmera da Segunda Guerra Mundial que era acionada por uma corda durante os bombardeios.

Diga o nome de uma câmera e eu tenho.

Não é um problema quebrar meu record mundial, mas eu possuo cerca de 4500 câmeras agora. Mesmo que você compre uma câmera por dia, todos os dias, você ainda levará 12 anos. Até lá eu já estarei bem a sua frente.

Quando o homem voltou da lua com fotografias, então o mundo todo pode ver a lua de perto. Esse é o poder da fotografia.

Sempre que eu compro uma câmera, sinto-me empoderado.

Colecionadores de câmeras de todo o mundo me fazem ofertas, mas essas câmeras são a minha vida. Eu não vou vendê-las enquanto estiver vivo. Eu também instruí meus dois filhos a fazerem o mesmo.


 

Acho que depois dessa entrevista, não há nenhum de nós, apaixonados por fotografia, que não tenha se sentido extremamente bem e feliz ao saber que essas jóias estão sendo cuidadas por um homem especial, que mistura o significado de sua vida a esses objetos.

Um viva para o Sr. Dilish Parekh!

 

 

 

 

 

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente!