Dicas

Objetivas de terceiros: vale a pena comprar lentes Sigma, Tamron, Tokina e outras marcas?

02/09/2016
Vale a pena comprar lentes de marcas diferentes da sua câmera?

Presentes desde sempre na fotografia, as objetivas produzidas por marcas diferentes da sua câmera podem ser boas opções em busca de custo-benefício ou até mesmo para encontrar algumas soluções não atendidas pelas principais marcas de câmeras.

Um dos principais motivos pelos quais muitos fotógrafos profissionais procuram evitar as objetivas de terceiros, principalmente os que trabalham com eventos como casamentos, é o fator assistência técnica. Há uma escassez maior delas no Brasil e, em alguns casos, pode sequer haver suporte, de modo que o risco de ficar sem amparo durante um evento é grande.

É claro que sempre dá pra dar um jeitinho, alugar ou emprestar lentes de outros fotógrafos, mas correr o risco de não ter uma solução de última hora pode ser uma tragédia em alguns casos.

Puristas também preferem trabalhar somente com lentes da mesma marca que suas câmeras sob a defesa de que são melhores construídas, entregam melhor qualidade de imagem e, é claro, a boa e velha obsessão pela nitidez que supostamente seria superior em relação às das marcas de terceiros.

Digo supostamente porque tudo isso pode ser verdade em alguns casos, mas não de forma absoluta. É necessário avaliar e comparar lente a lente, o que pode dar um certo trabalho, mas se você pensar que algumas dessas objetivas de terceiros podem custar menos da metade do preço das marcas mãe, não há duvidas de que o esforço pode valer a pena.

Linhas de objetivas sigma

Nesse outro artigo eu falo sobre características especiais de objetivas que elevam seu custo ao mesmo tempo em que fazem delas produtos capazes de entregar qualidade de imagem superiores. Lembrar de comparar esses atributos é indispensável para conseguir tomar uma decisão consciente. Conhecer essas características também irá fazer com que você possa ampliar o leque de alternativas disponíveis no mercado para atender aos seus desejos e suas necessidades como fotógrafo.

Vale lembrar que não é justo encarar essas marcas de terceiros como produtos de qualidade inferior. Muito pelo contrário. Muitas dessas fabricantes produzem verdadeiras queridinhas nos mais diferentes nichos e níveis, como por exemplo a bela série Art, da Sigma. Só para citar um exemplo, essa série conta uma objetiva zoom que você não encontra nem no arsenal da Canon, nem no da Nikon. Trata-se da poderosa 18-35mm F1.8 DC HSM | A. Atenção para o impressionante valor de abertura de f/1.8 em toda a extensão do zoom, em uma objetiva que ainda conta com foco interno e silencioso. Em outras palavras: coisa fina.

Sigma 18-35mm F1.8 DC HSM | A

Sigma 18-35mm F1.8 DC HSM | A

Combinações diferentes de lentes zoom e lentes fixas com características exclusivas são diferenciais competitivos das objetivas produzidas por marcas como as japonesas Sigma, Tamron e Tokina, as principais concorrentes desse mercado, que também conta uma série de outros nomes como Rokinon, Samyang, Venus Optics, entre outras. A menção honrosa fica para a Zeiss, que também produz objetivas para diversas marcas, como a Sony, a qual orgulhosamente estampa a cultuada marca da empresa alemã em alguns de seus produtos.

Se pegarmos o exemplo da Tamron, veremos modelos de objetiva como a SP 24-70MM F/2.8 Di VC USD, a primeira 24-70 produzida com estabilizador de imagem e sonho de consumo de muita gente pela sua versatilidade. O sistema de estabilização de imagem (na sigla VC para a Tamron) é uma tecnologia que não está presente nas 24-70 produzidas pela Canon e que foi introduzida apenas recentemente em uma atualização do final de 2015 dessa objetiva da Nikon.

A diferença de preço é visível: a 24-70 sem estabilizador de imagem da Nikon sai a 1.796,95 dólares, na BH, enquanto a sua versão com VR custa 600 dólares a mais. Já a objetiva da Canon, sem estabilizador de imagem (na sigla IS para a marca) sai a 1.749,00 dólares. Por fim, a versão da Tamron, com VC fica por 1.299,00 dólares, uma diferença considerável que a deixa entre 1/4 e um 1/5 mais barata que as demais.

Tamron SP 24-70MM F/2.8 Di VC USD

Tamron SP 24-70MM F/2.8 Di VC USD

É evidente que não é correto levar em consideração apenas o estabilizador de imagem como critério de escolha. São objetivas diferentes, com construções e óticas distintas. Podendo haver diferenças na nitidez, nas distorções e nas aberrações cromáticas, que em geral costumam ter melhores performances nas marcas principais. Isso sem falar no acabamento e na resistência dos materiais.

Daí a importância de se fazer uma pesquisa mais detalhada antes de realizar a compra, pois você pode acabar se frustrando com coisas simples, como o desgaste superior das partes plásticas de certas objetivas de custo inferior.

Para facilitar a sua vida, você pode utilizar o site www.dxomark.com para fazer comparações de performance entre lentes e câmeras. As comparações são bastante técnicas e o site exige um conhecimento razoavelmente avançado para se extrair uma avaliação precisa, o que pode desencorajar muita gente. Mas de qualquer forma é uma ferramenta incrível que está ao nosso dispor.

Comparação entre objetivas 24-70 Nikon, Canon e Tamron

Conclusão

Infelizmente, e como eu acho que você já devia imaginar antes de começar a ler o artigo, a resposta para a grande questão sobre valer a pena ou não comprar objetivas de terceiros é: depende!

No fim das contas o dilema é o mesmo com relação à escolha da câmera. Pegue o exemplo de alguém que está começando a trabalhar profissionalmente na fotografia, conquistando seus primeiros clientes. Vale a pena para esse profissional em começo de carreira comprar uma câmera de entrada ou ele deve partir logo para categorias superiores desde o início?

Depende primeiramente do orçamento. Se você pode pagar por equipamentos mais caros e com melhores atributos, então compre! É difícil amar fotografia e não ter uma relação quase doentia com esses caríssimos equipamentos que a gente deseja tanto.

Mas por outro lado, se você está começando a viver de fotografia, deve encarar essa escolha como um fator crucial de sucesso do seu negócio. Os equipamentos que você possui devem ser compatíveis com o trabalho que você quer realizar e também com o aspecto financeiro do seu negócio. E é por isso que muitos optam por começar com os pés no chão ao invés de entrarem em dívidas logo de cara.

Com a diferença de preço entre uma objetiva clara e uma objetiva escura, ou entre uma objetiva de terceiros e uma objetiva da marca da sua câmera, você pode comprar outros equipamentos indispensáveis para a boa realização do seu trabalho e a conquista de novos clientes. Flashes externos, equipamento de iluminação, estúdios portáteis, a lista é longa…

A lógica é simples: utilize o equipamento que você tem para conseguir novos clientes e deixe separado uma parte dos seus lucros para cobrir a depreciação, principalmente da sua câmera (leia mais sobre isso aqui). Separe também uma parcela para projetar a compra de equipamentos melhores e mais atualizados, podendo melhorar seu arsenal aos pouquinhos, um passo de cada vez. E aproveite as facilidades do mundo moderno pra vender os equipamentos que você não usa mais em sites como o Mercado Livre, a OLX e as centenas de grupos relacionados à compra e venda de câmeras e lentes no Facebook, por exemplo. Esse mercado é bem aquecido e você também pode combinar o melhor dos dois mundos pra resolver o seu problema de orçamento: comprar uma objetiva de terceiros usada!

Para os fotógrafos amadores ou entusiastas avançados, eu já acho que a resposta é mais simples. Vale a pena sim explorar os produtos dessas outras marcas! Dificilmente você terá a pressão pela infalibilidade dos seus equipamentos, como um fotógrafo de casamentos tem, por exemplo. Além disso, a grande maioria das objetivas produzidas por esses fabricantes tem tranquilamente tudo o que é necessário para atender as necessidades até mesmo dos entusiastas mais exigentes por uma fração do preço. É tudo uma questão de avaliar os prós e os contras, caso a caso.

 

E você? Tem uma experiência positiva com essas marcas de terceiros?
Tem alguma lente em especial que você gosta e recomenda?
Compartilhe conosco deixando um comentário!

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply Tiago Bitencourt 09/09/2016 at 15:48

    Acho interessante o processo em que a gente evolui nosso conhecimento em fotografia. Esse post é um deles, complementa outras leituras que fiz onde concluo que se hoje fosse comprar minha camera outra vez, não compraria o kit – só compraria o corpo e a lente seria uma da Sigma.
    Daqui alguns meses se fizer a mesma reflexão, provavelmente o output seria diferente!

    [off]: seria legar ter aquele sistema de comentários que vc “loga” e consegue acompanhar a discussão.

    • Reply Moysés Lavagnoli 12/09/2016 at 14:16

      Tiago, é isso aí mesmo! O kit existe porque as fabricantes sabem que não é todo consumidor que sabe como comprar lentes ou de que lentes precisa. O kit tenta fazer as vezes de uma lente de uso geral e flexível, sempre aliada ao baixo custo. São boas lentes pra quem tá começando, principalmente pra quem ainda não sabe muito bem que tipo de fotografia gosta de fazer, mas os mais avançados acabam sempre optando por lentes que cumpram melhor seus objetivos e fazem o que você falou, compram só o corpo. Sobre o sistema de comentários, seu pedido é uma ordem. Ativei o Disqus, espero que seja bom…

  • Reply Arnaldo Rodrigues 17/03/2017 at 22:41

    Parabéns ! ótimo artigo, esclarecedor e primordial.

  • Comente!