Dicas, Edição

Por dentro dos aplicativos da Adobe para dispositivos móveis

02/12/2016
Por dentro dos aplicativos da Adobe Creative Cloud

Há 13 anos atrás, em 2003, a Adobe dava um grande passo em seu posicionamento estratégico ao anunciar a famosa (e finada) Creative Suite, de onde vem a sigla CS que acompanhou a versão de seus softwares até 2012, com a última delas, a CS6.

A Creative Suite era a solução completa da Adobe de softwares para os mais diversos ramos da criação, atendendo profissionais das áreas da fotografia, design, propaganda e do audiovisual.

Nessa época, o licenciamento dos softwares se dava em uma compra única, de valores bem altos. A empresa oferecia pacotes menores e mais baratos, como o Design Premium, além de uma versão completa, a Master Collection. O licenciamento ficava na casa dos milhares de reais: em 2012 comprei uma versão da Design & Web Premium CS6 por quase 6 mil reais. Um choque.

Sempre que uma nova versão era lançada, uma nova compra deveria ser feita, com descontos para atualizações entre versões recentes.

Para substituir a Creative Suite, a Adobe anunciou uma guinada no modo de comercialização de seus softwares, passando a distribuí-los em modo SaaS, que vem do inglês, Software as a Service, ou seja, software como serviço.

Assim, para trabalhar com os softwares da agora chamada Creative Cloud (CC), você pode contratar o software como um serviço por meio de uma assinatura mensal, diretamente pelo site da Adobe.

As vantagens são a quebra da barreira de entrada que havia com o alto valor dos softwares e a manutenção dos programas sempre atualizados com a última versão.

Além disso, a Creative Cloud coloca o fluxo de trabalho dos criativos em sintonia com as novas tecnologias, como tablets e smartphones e com todas as benesses do armazenamento na nuvem, daí o termo Cloud. Fica tudo mais ágil, integrado e sincronizado.

A Creative Cloud disponibiliza basicamente 3 planos: um para a contratação de aplicativos individuais, outro para o pacote completo e por fim, um feito sob-medida para fotógrafos.

No plano de fotografia, você leva o combo Lightroom e Photoshop e também recursos avançados para trabalhar com uma série de aplicativos da Adobe para dispositivos móveis.

Esses aplicativos também estão disponíveis gratuitamente na App Store, para usuários de iOS e na Google Play, para Android. E é sobre eles que falaremos nesse artigo.

Restrições para não assinantes

Nas versões gratuitas, alguns recursos são indisponíveis para o usuário não assinante da Creative Cloud, como a sincronia de coleções entre dispositivos; edições locais seletivas; edição em RAW; salvamento de arquivos em camadas múltiplas para Photoshop e também algumas ferramentas avançadas bem específicas que variam de app para app, normalmente sinalizadas com uma estrela sobre o ícone da ferramenta.

De qualquer forma, mesmo que você não assine a Creative Cloud, esses softwares ainda assim são boas opções para edição de imagens em smartphones e tablets, contando com vários recursos que a gente aprendeu a gostar, provenientes tanto do Photoshop, quanto do Lightroom. Baixe, teste você mesmo e depois conte o que achou deles nos comentários.

Adobe Lightroom Mobile

A versão para dispositivos móveis permanece com a mesma essência da versão para desktop. Você poderá organizar sua biblioteca de fotos em catálogos e utilizar as ferramentas de seleção, classificação e filtragem para organizar suas fotos. As estrelinhas também estão lá.

Os principais ajustes para o tratamento de imagem também estão presentes e você poderá aprimorar suas imagens feitas com celular utilizando os controles da guia básica do módulo de revelação que você já está acostumado.

Os queridinhos presets (pré-definições) também estão presentes na versão mobile do Lightroom, como era de se esperar.

Os assinantes da Creative Cloud poderão usufruir de um recurso incrível: a sincronia entre os catálogos do seu celular com a versão desktop instalada em seu computador. Ao editar uma foto em seu tablet ou smartphone, os ajustes serão automaticamente sincronizados no catálogo do LR em seu desktop. Como num passe de mágicas! O vídeo abaixo mostra isso acontecendo em tempo real aos 3’40”.

Adobe Photoshop Fix

O app possui uma seleção de ferramentas clássicas do Photoshop para retoque e manipulação de imagens.

Para quem já está familiarizado com as ferramentas Dissolver, Clonar, Pincel de Recuperação, Burn & Dodge, Desfocagem e Vinheta, poderá realizar essas edições diretamente da tela do seu tablet ou smartphone.

Ajustes básicos de cropagem, exposição, contraste, cor e saturação também estão disponíveis.

O grande trunfo do Adobe Photoshop Fix é a sua ferramenta de reconhecimento facial que permite identificar as diferentes partes do rosto possibilitando realizar distorções com o uso de barras deslizantes.

Há uma série de manipulações facilmente realizáveis com o arrastar dos dedos, como a alteração nas dimensões do nariz, lábios, mandíbula, olhos, queixo, bochecha e testa.

Além disso, o Fix permite algo que eu não me canso de achar divertido: alterar o sorriso de uma pessoa!

Ele faz isso de maneira um pouco desajeitada, porque quando sorrimos não são só os lábios que se movimentam, mas toda uma cadeia de músculos da face, o que, obviamente, o software ainda não faz. Quem sabe daqui há algumas versões… Se tem alguma coisa que eu não faço mais é duvidar da capacidade da Adobe em resolver problemas aparentemente impossíveis.

 

Adobe Photoshop Mix

A palavra Mix que dá título ao app está relacionada a capacidade dele em combinar imagens para edições criativas.

Basicamente o aplicativo possui algumas ferramentas provenientes do Photoshop para o recorte e seleção de partes de imagens. Com isso, é possível agrupar múltiplas imagens para formar a sua composição final.

Pode parecer surreal fazer isso pelo aplicativo, mas acredite: é possível. E com a Creative Cloud, o Mix permite salvar suas criações em arquivos PSD com camadas editáveis para que você possa editá-las ou finalizá-las também em seu Photoshop para desktop.

Spark Page

Com esse app você poderá combinar fotos, vídeos e textos para criar páginas na internet com layouts pré-definidos (temas), em questão de minutos e sem conhecimento algum de design ou de programação.

Você poderá divulgar o seu negócio, uma newsletter, montar um mini portfólio ou simplesmente contar uma história de maneira visual e bem apresentada, como uma viagem de férias, por exemplo.

Há recursos para uma navegação fluida nas páginas, com o uso de movimento nas transições entre fotos e seções. Além disso, o Spark Page conta com uma série de fontes selecionadas para deixar o seu layout ainda mais personalizado e em sintonia com a história que você deseja contar.

A melhor maneira de ter uma noção do que é possível fazer com o Spark Page, é simplesmente entrar na página oficial do app e visitar a galeria com as páginas de exemplo: https://spark.adobe.com/about/page

Sugiro dar uma olhada no exemplo abaixo que conta a história de uma expedição fotográfica na Islândia e ilustra muito bem os recursos do Spark Page.

https://spark.adobe.com/gallery/about-page/example/iceland-2015/

 

 

 

Spark Post

Esse app simplifica a criação de imagens para postagens em mídias sociais. Algo parecido com o popular Canva, muito utilizado por blogueiros e administradores de perfis em mídias sociais.

O app disponibiliza uma série de templates para que você possa customizar, adicionar texto e imagens para caprichar na apresentação das suas ideias, tornando boas práticas de design acessíveis a todos com um smartphone ou tablet. Um prato cheio para fotógrafos com perfis no Instagram e no Facebook publicarem conteúdos atrativos.

Adobe Spark Post

Spark Video

Um aplicativo simples, com uma interface bastante intuitiva, mas capaz de fazer algo realmente incrível: combinar imagens, ícones, textos e gravações de áudio para criar uma apresentação em vídeo com o uso de belos temas e transições agradáveis entre os slides.

O Spark Video permite utilizar o próprio microfone do seu smartphone ou tablet para a gravação dos áudios que irão compor a apresentação. Além disso, ele também permite a importação de imagens do seu próprio dispositivo e também de contas no Dropbox, no Google Fotos e no Facebook. Isso sem falar, é claro, dos recursos de sincronia na nuvem para os assinantes da Creative Cloud, o que dá acesso inclusive a imagens do seu catálogo no Lightroom.

Como parte integrante do Spark Video, há uma biblioteca extensa de ícones que você poderá utilizar para ilustrar a sua apresentação de maneira bem agradável e moderna. Não só pelos ícones em si, que são muito bem projetados, mas também pelos elegantes efeitos de transição e movimento que acompanham os temas do app.

Exemplo feito com Adobe Spark Vídeo.

 

Adobe Premiere Clip

O Premiere Clip é uma versão simplificada para tablets e smartphones do famoso editor de vídeos da Adobe, o Premiere.

É possível combinar fotos e vídeos diretamente do seu aparelho; sincronizá-los com trilha sonora; fazer recortes; aplicar efeitos de transição entre os clipes; controlar os níveis dos áudios; ajustar a exposição; os realces e as sombras; adicionar títulos e exportar o clipe finalizado em formato de vídeo.

Como ele é uma versão bastante simplificada, não é necessário todo o conhecimento técnico da versão desktop, tornando edições de vídeo simples mais acessíveis a todos.

Além disso, é possível realizar a integração entre ele e a versão desktop para seguir editando com recursos avançados.

O Adobe Premiere Clip também possui integração com coleções de fotos do Lightroom para tornar o fluxo de trabalho ainda mais poderoso.

E como não poderia deixar de ser, o app já possui recursos para publicação direta em redes sociais como Facebook, Twitter e Youtube.

 

Conclusões

Os aplicativos que fazem parte da Adobe Creative Cloud possibilitam aos fotógrafos uma presença online com muito mais criatividade, garantindo uma série de ferramentas interessantes não só para o trabalho de divulgação, mas até mesmo para encontrar novas formas de entrega de produtos para seus clientes.

Aos fotógrafos amadores e entusiastas, o hobby fica ainda mais gostoso em função das novas possibilidades de criação e de exibição dos projetos fotográficos.

Imagine criar um miniclipe com efeitos de transição e trilha sonora em instantes usando apenas o celular e, em seguida, realizar uma publicação imediata em uma página web completa e bem diagramada. Algo como um making of em tempo real de um dia de ensaio, empacotado em uma apresentação elegante e com um toque profissional!

Há pouquíssimos anos atrás, tornar real esse tipo de ideia mirabolante sem a contratação de uma equipe custosa de editores, videomakers, designers e programadores era simplesmente impensável.

Os aplicativos da Adobe formam um conjunto de soluções poderosas para expandir o seu potencial criativo, mas sem se desfazer de uma dinâmica simplificada que vai ao encontro da experiência de criação em dispositivos móveis.

Tudo isso gratuitamente, mas com vantagens e recursos avançados, é claro, aos assinantes da CC.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Comente!